terça-feira, 26 de agosto de 2008

Novo medicamento para esquizofrenia ajusta os níveis de glutamato do cérebro



Não raro, descobertas científicas ampliam o vocabulário ­– e o conhecimento, ainda que pouco aprofundado – das pessoas em geral. Artigos e reportagens sobre os efeitos de antidepressivos, como o Prozac, por exemplo, tornaram a palavra “serotonina” freqüente na mídia. Da mesma forma, a divulgação de inúmeros estudos sobre os efeitos da cocaína fez com que muitos acreditassem que dopamina é sinônimo de prazer. Agora, o glutamato pode finalmente galgar sua fama, graças a um novo remédio para esquizofrenia – o primeiro a ter como alvo esse neurotransmissor abundante. O medicamento pode abrir as portas para uma nova era de tratamentos mais eficazes para aflições neurológicas, incluindo distúrbios do humor, Alzheimer, Parkinson e dano cerebral causado por derrames.

Até hoje, esforços clínicos para alterar os níveis de glutamato falharam porque é complicado mexer com esse neurotransmissor essencial, que excita os neurônios. Grandes concentrações de glutamato podem provocar convulsões ou mesmo matar células do cérebro – e níveis muito baixos da substância podem levar ao coma. O novo agente evita esses perigos ligando-se apenas a um subconjunto de receptores que tem efeitos mais sutis nos neurônios. Pesquisadores acreditam que o medicamento possa diminuir os níveis de glutamato anormalmente altos em certas áreas do cérebro associadas à esquizofrenia, o que favoreceria o controle da doença. A hipótese é que a restauração do equilíbrio do glutamato reduza as quantidades excessivas de dopamina, em regiões cerebrais relacionadas à psicose.

Estudiosos esperam, assim, ajudar pacientes que não respondem a medicações para esquizofrenia atualmente em uso, que têm como alvo apenas a dopamina e a serotonina. A nova droga, com estimativa para chegar ao mercado americano em três anos, pode ser uma alternativa para pessoas que não toleram os efeitos colaterais causados por outras drogas, como movimentos repetitivos involuntários, perda significativa de peso e propensão ao diabetes.

Fonte: http://blogdamentecerebro.blog.uol.com.br/


O QUE É ESQUIZOFRENIA?
http://virtualpsy.locaweb.com.br/?art=328&sec=31

Filme para entender melhor esta doença:
Uma Mente Brilhante
O diretor Ron Howard (O Preço de um Resgate) leva às telas a história de John Nash, homem considerado esquizofrênico pelos médicos mas que chegou a ganhar um Prêmio Nobel graças à sua genialidade. Com Russell Crowe, Ed Harris, Jennifer Connelly e Christopher Plummer. Vencedor de 4 Oscars.


Ósculos e Amplexos
Gaby



7 comentários:

Anônimo disse...

Chamo-me Júlio Manhone, sou esquizofrenico paranoide e estou enteressado em saber mais soubre esse medicamento!
juliomanhone@google.com

Anônimo disse...

Eu Júlio manhone sou esquizofrenico paranoide, ando a tomar haldol e akineton em injecções mensais.
Gostava de saber para que ano sera posto no mercado Portugues esse medicamento novo que controla os niveis de glutamo no cerabro e saber mais!

Obrigado!

Anônimo disse...

Ola sou Julio Manhone e cria dar o meu email correcto que é juliomanhone@gmail.com por favor enviem me detalhes como nome do medicamento e se pode ser dado em comprimidos o em injecções tenho esquizofrenia paranoide e gostava de mudar para um medicamento com menos efeitos secundarios da sencibelidade e emoção!
Urgente
Obrigado

soarez disse...

Olá Gabriela!
Também gostaria de saber mais informações à respeito deste medicamento, pois tenho um irmão esquizofrênico. Se puder mandar alguma novidade para meu email ficaria muito agradecida!
Meu email é :
paulasoares5@hotmail.com

Obrigada.

Click.Artes e Personalizaçoes disse...

Olá me chamo Neilany!
Tenho duas tias com problemas de esquizofrenia, e vc não imagina como e desgastante ver ela nesse sofrimento, gostaria muito de saber sobre esse medicamento, se ja e vendido no brasil, se vc sabe o laboratorio.... Qualquer coisa.
O sofrimento delas e muito grande, elas tem reaçoes teriveis com os medicamentos tradicionais. uma dela e doente a 16 anos e aoutra a aproximadamente 8 anos mas a um ano piorou muito.
agradeço desde ja meu email é: click.artes@hotmail.com

Anônimo disse...

Sugiro o seguinte link, mormente se você é esquizofrênico: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-luta-contra-a-esquizofrenia

Recomendo fortemente a leitura das "fontes" mencionadas no artigo.

marcio disse...

Ola queria saber qual o nome e se ja é cormecializado no brasil ou exterior.mrc.mello1@gmail.com att