sábado, 25 de abril de 2009

Deu no Estadão

Seis meses no Senado garantem plano de saúde familiar vitalício
Benefício dos 81 senadores e 310 ex-parlamentares custa R$ 17 milhões por ano à Casa


Parlamentares
81 senadores não têm limites de gasto com saúde. Basta apresentar a nota com a despesa
Eles não têm desconto para usufruir do sistema de saúde
O Senado gasta cerca de R$ 7 milhões por ano com esse sistema
A previsão orçamentária estabelece ao menos R$ 80 mil por ano para gastos de saúde de cada senador e dos seus familiares. Ou seja, cerca de R$ 7 mil por mês
Há verba de R$ 25 mil ao ano para tratamento psicológico e dentário dos senadores e familiares

Ex-parlamentares
310 ex-senadores e pensionistas que têm direito vitalício ao pagamento de saúde financiado pelo Senado
No ano passado, 112 ex-senadores pediram ressarcimento de gastos médicos. Entre eles, Carlos Wilson, que morreu no início do mês, e Jamil Haddad
Os ex-senadores e suas famílias também não contribuem para ter direito ao sistema de saúde
A estimativa é de que o Senado gaste de R$ 9,6 milhões por ano com o pagamento de despesas de saúde de ex-senadores e pensionistas
Os gastos com saúde de ex-senadores estão limitados a R$ 32 mil por ano - R$ 2,6 mil mensais, incluídas despesas com tratamento odontológico e psicológico

PS:ESTOU PENSANDO NESTE EXATO MOMENTO,NOS IDOSOS QUE VEJO TODOS OS DIAS NAS FILAS DOS HOSPITAIS PÚBLICOS, IMPLORANDO ATENDIMENTO.
ACORDA BRASIL!!!!!!!!!!!

2 comentários:

Victor disse...

Esse excesso de benefícios aos congressistas e ex-congressitas vem de longe. A cada legislatura eles incorporam em benefício próprio alumas vantagens. Assim, legislatura após legislatura os benefícios vão se acumulando de tal forma que chegamos a essa situação.

Victor disse...

Ahhh! seu blog tá excelente Gabi. Virou leitura obrigatória pra mim, tá de parabéns!