quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Marcha antiaborto

Fundo do governo banca marcha antiaborto

Evento que acontecerá no domingo recebeu R$ 143 mil de dinheiro público administrado pelo Ministério da Cultura
Para ONG que defende a descriminalização do aborto, uso de verba pública em evento que tem fins religiosos não faz sentido

Uma manifestação antiaborto, que quer mobilizar Brasília no domingo, foi financiada com dinheiro público.
A 3ª Marcha Nacional da Cidadania Pela Vida recebeu R$ 143 mil do Fundo Nacional da Cultura, um fundo público do Ministério da Cultura para financiar projetos e ações culturais.A liberação de recursos do fundo cultural para o evento provocou reação em diversos segmentos.
Utilizar verba pública em evento que tem fins religiosos não faz sentido, sendo o Brasil um país laico, criticou Beatriz Galli, assessora de direitos humanos do Ipas, ONG que defende os direitos reprodutivos da mulher.O projeto Cultura, Cidadania e Vida, que garantiu os recursos para a marcha, foi apresentado no ano passado pela ONG Estação da Luz, do Ceará, e teve recursos garantidos por uma emenda parlamentar do deputado Luiz Bassuma (PT-BA), que preside a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e Contra o Aborto.O presidente da Estação da Luz, Sidney Girão, disse que a ONG procurou o deputado Bassuma para pedir apoio ao evento, que, até agora, custou cerca de R$ 180 mil, segundo ele. A expectativa é que de 50 mil a 80 mil pessoas compareçam, disse. A marcha é mais uma sensibilização.
Não queremos dogmatizar ninguém.Questionado pela reportagem, Girão afirmou que a entidade não é ligada a nenhuma religião específica, embora o site da ONG informe que sua missão é difundir a cultura da paz, da vida e da espiritualidade.
Entre os projetos da Estação da Luz estão a Semana Chico Xavier e a realização do filme Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito.
fonte:CCR
LARISSA GUIMARÃES
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Um comentário:

Victor disse...

Estamos pagando por isso, é? pqp...